Os benefícios dos exercícios físicos.

Nem sempre atividade física é exercício físico

Uma grande parcela das pessoas vivem inativamente. São pessoas inseridas em um grupo de alto risco chamado de sedentários.

Segundo pesquisas, em torno de 60% dos brasileiros são sedentários.

Por isso, é hora de colocarmos nossos corpos em movimento e acabar de vez como toda essa inatividade. Além de garantirmos uma melhor qualidade de vida, um corpo em movimento proporciona mais disposição e bom humor.

Movimentos do cotidiano.

Se você ler qualquer texto sobre sedentarismo, encontrará dicas que orientem a participar de atividades físicas constantes. A grande verdade é que a melhor forma de combater o sedentarismo é mantendo o corpo em movimento.

Mas a maioria das pessoas confunde atividades físicas com exercícios físicos. A verdade é que, apesar de semelhantes existem algumas diferenças significativas entre os dois termos.

Conhecer essas diferenças facilitará seu dia-a-dia na hora de exercitar o corpo.

O que são Atividades Físicas?

          Atividades físicas são definidas como qualquer movimento corporal que seja produzido pelos músculos esqueléticos e que resulte em gastos calóricos. Esse gasto deve ser maior do que quando o corpo está em repouso.

Ou seja, todo movimento que faça você gastar calorias é uma atividade física.

Tarefas do nosso cotidiano são consideradas atividades físicas, tais como caminhar, subir escadas, varrer, abaixar para pegar objetos, lavar louças, ir ao banheiro, enfim, qualquer tipo de movimento gerará um gasto calórico.

Para exemplificar ainda mais, o simples fato de você levantar, pegar um controle remoto, apontar para a televisão e apertar um botão, é uma atividade física.

Então, quanto mais você realizar atividades cotidianas, mais irá gastar calorias.

Por isso é recomendado que se realize essas tarefas, pois isso fará com que seu corpo permaneça em constante movimento.

O que são Exercícios físicos

Manter a regularidade.         

“Todo exercício físico é uma atividade física, mas nem toda atividade física é um exercício físico.”

Chamamos de exercício físico a qualquer atividade física programada, planejada, com repetições e, principalmente, orientada por um profissional.

Ou seja, atividades em academia, nadar, correr, praticar um esporte, são exemplos de exercícios físicos.

Nos exercícios físicos existe um gasto muito maior de calorias do que nas atividades cotidianas.

Quando se diz que o exercício físico precisa ser programado, significa que ele precisa causar transformação no indivíduo com o passar do tempo. O ideal é que o profissional oriente e crie uma rotina de exercícios adequada ao indivíduo.

Benefícios de atividades físicas

O principal benefício de atividades físicas é o fato de que, ao realizá-las, você terá uma qualidade de vida muito melhor do que as pessoas sedentárias.

Atividades físicas ajudam a reduzir o peso, ajudam no combate de doenças cardiovasculares, como o infarto e o acidente vascular, reduz o colesterol, diminui o risco de desenvolver diabetes e até mesmo certos tipos de câncer.

Não podemos esquecer que essas atividade ainda auxiliam no controle da pressão arterial e evitam a depressão e ansiedade.

Podemos dizer que praticar atividades físicas só traz benefícios para cada um de nós. Não temos então mais desculpas para se manter parado.

Quanto tempo praticar?

O ideal é que cada um separe inicialmente 30 minutos do dia para realizar essas atividades. Mesmo que você realize tarefas do cotidiano, procure atividades que permitam movimentação, gerando mais benefícios para seu corpo.

Crianças podem praticar metade desse tempo, ao menos cinco vezes na semana.

Se você puder praticar um exercício físico, isso ajudará na perda de peso e na definição do seu corpo. Pratique de acordo com a orientação de um profissional. Ele irá criar um programa de rotina de treinos, o que vai gerar o efeito desejado no corpo com o tempo.

O que fazer então?

A primeira coisa é manter uma alimentação saudável e rica, equilibrando a energia que se consome (alimentação) com a energia que será gasta (exercícios).

Se for fazer atividades físicas, procure realizar mais atividades dentro de casa e no caminho do seu trabalho, como caminhar ao invés de ir de carro ou ônibus, subir escadas ao invés de elevador, fazer exercícios de alongamento, dentro de outras tantas atividades possíveis. Cortar legumes, beber água, caminhar pela casa, retirar o lixo, etc.

Use sua criatividade e faça seu corpo se movimentar.

Podendo praticar um exercício físico, procure ajuda de um profissional habilitado na área que você deseja (corrida, natação, futebol, etc.) e peça que a pessoa possa te orientar na bateria de exercícios que você terá que fazer. Com certeza você fará exercícios prontos para você.

O principal é que você escolha exercícios físicos que lhe proporcionam prazer. Fazer exercícios somente por obrigação não darão resultados e ainda farão com que você desanime da atividade.

Lembre-se também de manter uma quantidade de exercícios constante, segundo orientação de um profissional. Se você ficar alguns dias sem a realização do mesmo, seu corpo agirá de forma a pedir que realize novos exercícios.

Uma semana de atividades já trarão diversas mudanças visíveis para você.

Por isso, vamos todos em busca de atividades físicas que façam com que nossos corpos estejam em constante movimento!

 

2 opiniões sobre “Nem sempre atividade física é exercício físico”

  1. Oi Camila. Desculpa pela demora na resposta. Estou retornando para esse projeto e em breve postaremos mais artigos relacionado ao tema. Beijos, volte sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *