Gastos desnecessários

Pra onde está indo o dinheiro?

Às vezes é fácil fazer vista grossa para todos os pequenos “vazamentos” em seu orçamento. Você não está jantando no Ritz. Você não está voando para Paris. Você não dirige um Mercedes-Benz. Mas se você não faz nenhuma dessas coisas, então para onde todo o seu dinheiro está indo?

Deixe-me fazer-lhe algumas perguntas:

Gastar o essencial

  • Você paga mais de R$20,00 em um corte de cabelo? Você paga para ter o seu cabelo tingido ou tratado profissionalmente com uma certa frequência?
  • Você faz as suas unhas?
  • Você compra café em cafeterias? Compra água engarrafada? Compra sorvete, biscoitos, refrigerante ou outras junkfoods?
  • Você ocasionalmente almoça fora quando está na rua? E eu não estou falando de um restaurante chique – estou falando de pegar um hambúrguer ou uma pizza de um fast-food qualquer ou de um restaurante.
  • Você dirige em lugares onde é possível caminhar? Você possui um carro que tem pouca quilometragem?

Tudo isso representa as formas mais comuns em que as pessoas gastam seu dinheiro. Estas são todas compras discricionárias. Mas entenda que nenhuma dessas compras discricionárias são “erradas” ou “certas”. Elas são simplesmente escolhas. Se você quiser gastar dinheiro com esses itens, você precisa cortar outras despesas do seu orçamento. O núcleo do orçamento deve priorizar: cortar as despesas que são menos importantes para que você possa deixar espaço no orçamento para os gastos que realmente importam.

Ganhar o controle de sua situação financeira e usar o dinheiro para ajudá-lo a alcançar seus objetivos é possível, mas primeiro você deve reconhecer para onde vai o seu dinheiro. Avalie seus hábitos. Comece anotando onde você acha que gasta o seu dinheiro em um período de um mês. Em seguida, faça uma lista de onde você realmente gasta seu dinheiro durante esse mês. Certifique-se de escrever tudo o que comprar e quanto custa. Inclua aluguel, seguro de carro, mantimentos e até mesmo pequenas compras, como café e lanches.

Se você se encontrar com pouco dinheiro até o final do mês, pague suas contas mensais. Se você não colocar nenhum dinheiro em uma poupança ou em investimentos, no entanto, você pode começar a pensar que não está ganhando dinheiro suficiente para sustentar o seu estilo de vida. Isso pode ser verdade, já que é fácil viver além de seus meios. Mas antes que você aperte o botão de pânico, tente um experimento de 90 dias para ver para onde o seu dinheiro está indo realmente. A maioria das pessoas vai descobrir que elas estão gastando muito mais do que pensavam em despesas desnecessárias e, com um pouco de reorganização do orçamento, seu dinheiro irá mais longe do que pensava ser possível.

Você pode realizar esta experiência por qualquer número de dias, mas é recomendado que você comece com pelo menos três meses. Durante este período de tempo, você deve pagar todas as suas despesas mensais e vários de seus gastos irregulares também. Isso irá ajudá-lo a obter uma imagem financeira completa. Se você só executar o experimento por 30 dias, você não vai ter uma ideia exata de todas as suas despesas e obrigações.

Durante o experimento, você vai manter o controle de todo o dinheiro que entra e sai e irá analisá-lo cuidadosamente após os 90 dias. Não tente ajustar seus gastos nesta fase do processo e simplesmente mantenha seu bloco de notas à mão para monitorar seu fluxo de caixa nesses 90 dias.

Ao final dos 90 dias, você terá que gastar algum tempo categorizando e revendo tudo o que você anotou em seu caderno. É provável que você vá encontrar uma série de compras desnecessárias.

Planejar é tudo

Use uma planilha eletrônica ou uma folha de papel para separar suas despesas e receitas em três categorias: coisas que você tem que pagar em uma única categoria, incluindo as suas poupanças ou investimentos, juntamente com suas despesas de casa, utilidades, custos de gasolina ou transporte, manutenção do carro, mantimentos; coisas que você poderia abrir mão, se houvesse necessidade, como a TV à cabo, academia, uma segunda linha telefônica; e, em seguida, uma categoria para qualquer coisa que você compre, mas realmente não precise, digamos, uma camisa nova, pois estava em promoção, mesmo que você tenha um armário cheio delas. Fique muito atento em suas despesas de entretenimento: coisas como restaurantes e pedir refeições por telefone, concertos ou ingressos de eventos e quaisquer outras coisas que você faz para se divertir, e separe-os em gastos discricionários. Adicione a essas compras espontâneas coisas que pareciam insignificantes na época, como um pacote de chicletes, uma revista ou uma xícara de café.

Se você é como a maioria das pessoas, você vai se surpreender com a quantidade de dinheiro gasto durante um período de 90 dias em entretenimento e compras espontâneas. Talvez suas despesas irregulares sejam ainda maiores do que você esperava. Independentemente de você fazer ou não esse experimento, o importante é ter consciência de para onde o seu dinheiro está indo e tomar as rédeas da sua vida, para que que você possa aproveitá-la de maneira muito mais plena.

2 thoughts on “Pra onde está indo o dinheiro?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *