Manter a saúde financeira

Sinal vermelho – hora de parar e fazer as contas

Sair do vermelho não é uma questão muito fácil e nem possui fórmula mágica, é preciso muito jogo de cintura para colocar as contas novamente em dia. Duas palavras fazem-se presentes para quem está endividado: disciplina e controle para sair do vermelho e mais ainda, para continuar fora dele.

Caso você esteja nesta situação veja as dicas abaixo e comece a rever suas ações:

É HORA DE FAZER AS CONTAS

Você não poderá fazer uma previsão de contas se não tiver tudo na ponta do lápis, por isso, o mais prudente é ter um orçamento doméstico com todas as despesas e receitas listadas. Inclua toda e qualquer dívida, não deixe nada de fora, sejam impostos, taxas, despesas com seguro de automóvel, IPVA, condomínio e qualquer outra que seja inclusa. Essa é a única maneira de saber realmente o que já foi pago, o que está vencendo e o que já venceu. Além de saber quanto dinheiro se tem em caixa para quitar as despesas e avaliar onde e como está sendo gasto o dinheiro.

Saindo do vermelho.

CORTE OS GASTOS

Se você possui dívidas já é de se esperar que alguns cortes no orçamento deverão ser realizados, e que não é mais possível gastar a mesma coisa que se gastava antes. O primeiro passo é saber com o que se está gastando e classifica-las em três grupos: imprescindíveis, desejáveis e supérfluas. Com este levantamento será possível direcionar o dinheiro com o que realmente importa e itens como desejáveis e supérfluas passarem a ficar em segundo plano.

Não significa que apenas itens básicos deverão ser mantidos nas despesas, mas em curto prazo são ações necessárias que podem trazer bons frutos no futuro. Lembre-se que a prioridade é regularizar as dívidas e sair do vermelho, com isso, algumas restrições são indispensáveis.

SAIBA O VALOR DA DÍVIDA

Muito mais que cortar gastos é saber o quanto se deve. E dentro de todas as etapas de quitação das dívidas, talvez esta seja a pior – descobrir o quanto se tem para pagar de dívidas. Liste tudo que for de pagamento em atraso, além do valor a ser pago, inclua taxa de juros e o total devido. Com todas as informações em mãos, provavelmente você não terá surpresas posteriores e terá um maior controle de todas as dívidas abertas.

Por pior que seja a situação, este é o melhor cenário, pois é o ponto de partida para que você saia do vermelho e inicie o processo de quitação. A organização é fundamental e aos poucos a lista vai diminuindo à medida que os pagamentos forem sendo abatidos.

Manter o controle.

EVITE GASTAR

Alie-se a disciplina! Evitando gastos desnecessários é possível recuperar a saúde financeira sem grandes e severos cortes no orçamento. Quando as dívidas mensais são altamente superiores às receitas do período, é necessário rever certos gastos e muitas vezes, de imediato, intervir de forma drástica e severa uma ação corretiva. Se você possuir aplicações ou investimentos essa é a hora de resgata-los para quitar parte ou totalmente as dívidas. Caso não possua, outras alternativas podem ajudar, como a venda de bens ou automóveis. Através destas medidas a grande problemática do pagamento de juros sobre juros pode ser resolvida.

PAGUE AS DÍVIDAS COM TAXAS DE JUROS ALTAS

Quanto mais você for adiando o pagamento mais caro vão ficar as prestações. Pague o quanto antes as dívidas mais atrasadas, principalmente quando conveniadas a instituições financeiras, como cartões de crédito.

Caso não tenha condições, procure negociar o parcelamento da dívida em valores que se enquadrem no orçamento, não adianta fazer propostas que você não conseguirá arcar. Há casos em que vale a pena optar por um empréstimo com juros menores, sempre vinculados a uma instituição financeira segura, para quitar uma dívida de juros muito altos.

Fontes: http://www.futurosobmedida.com.br/Financas/dezpassosparaquitarsuasdividasesairdovermelho.php#.VXkA-flVikr;

http://www.endividado.com.br/faq_det-4,7,127,dicas-uteis-enfrentando-uma-crise-financeira-veja-que-nao-fazer-nessa-situacao.html;

http://gnt.globo.com/especiais/guia-de-fim-de-ano/materias/como-sair-das-dividas-em-cinco-passos-especialista-da-a-receita.htm;

http://gnt.globo.com/especiais/guia-de-fim-de-ano/materias/como-sair-das-dividas-em-cinco-passos-especialista-da-a-receita.htm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *